Tá fraco? Conheça o line-up do #LollaBr e leia as considerações

17:31


Você já conferiu o line-up da próxima edição do Lollapalooza Brasil? Aparentemente como todo ano a internet está dividida entre quem amou - está doido pra comprar ou triste porque não sabe se vai conseguir ir - e quem odiou - que disse que é muito fraco e já foi melhor.
Seja lá de qual time você eu sugiro que você escute as bandas que eu separei nesse post - talvez você não conheça ou já conheça mas não se lembra delas - e leia as minhas considerações sobre tudo isso no final do post. Vem comigo!

SILVERSUN PICKUPS
Eu acredito que muita gente já escutou a banda sem nem se dar conta. Eles tocam em rádios - principalmente aqui em São Paulo - e estão em várias playlists do Spotify.



Ouça também: NightlightLazy EyeKissing Families

TEGAN AND SARA
Elas já são bem famosinhas no mundo das internê, mas se você não conhece:



Ouça também: CloserWhite KnuclesHang on to the Night

CAGE THE ELEPHANT
É a terceira vez que eles virão para o Lolla e eu sei muito bem o que é um show deles ao vivo e porque vale a pena o investimento. É raro ver uma banda com tanta presença e tanta carisma com o público como eles.


THE 1975
Ouça também: ChocolateGirlsSomebody Else

THE XX
Eles foram tema de casal de novela das 18h, milhões de bandas amam fazer cover e a capa do CDs deles são certamente a coisa mais usada como decoração e símbolo de ser cool nas redes sociais. Sim, é aquela capa preta com um X branco ou holográfico.
Ouça também: CrystalizedIslandsAngels (e todos os albuns e covers)

DURAN DURAN
Essa banda é simplesmente maravilhosa e se você não conhece então falta uma boa parte de cultura dos anos 80 no armazenamento do seu cérebro.

TWO DOOR CINEMA CLUB
Provavelmente você já escutou a banda na rádio ou em algum programa de televisão já que aparentemente o programa do Luciano Huck ama colocar a banda lá.

THE CHAINSMOKERS

Ouça também: CloserRoses Inside out

THE WEEKND
Esse moço conquistou o coração de todo mundo nos últimos anos por conta do estilo sexy-dançante-misterioso-sério das músicas e da voz dele.

Ouça também: The HillsEarned ItDrunk in Love (Beyocé cover) 
VANCE JOY
Já tocou em comercial de carro, toca em todo lugar e ele já abriu vários shows da Taylor Swift nos EUA.



CONSIDERAÇÕES
Hoje saiu o tão aguardado line-up do festival mainstream mais alternativo desse Brasil todo: Lollapalooza.
Eu sou uma ratinha do Lolla já que - se eu conseguir - a próxima edição será a minha quarta consecutiva indo nos dois dias - inclusive já dei várias dicas aqui sobre como se vestir pra ir pro fest.
Não é de hoje que agradar o público que frequenta o festival - ou os que pretendem frequentar - é uma tarefa difícil. É um trabalho de pesquisa de mercado, marketing e previsões do que fará sucesso que só de imaginar nos daria dor de cabeça.
Entretanto, a edição de 2017 será com dois headliners de muito peso desde as primeiras edições (2012 que contou com Foo Fighters, Joan Jett e Arctic Monkeys e 2013 que contou com The Killers, Pearl Jam e The Black Keys) e isso com certeza conseguimos concordar.
Metallica não é uma banda que eu - particularmente - seja fã, em contrapartida temos The Strokes aí pra fazer qualquer indie chorar. Desde o começo do Lollapalooza aqui no Brasil - por mais que eu reclame deles em muitos aspectos nas redes sociais - eles sentem uma preocupação muito grande com o que trarão e sempre - sempre - abrem votação e leem pedidos dos fãs nas redes sociais.
Como consumidora de música eu acho que nós brasileiros estamos sempre querendo mais do mesmo. Veja bem, quantas vezes o próprio Metallica veio ao Brasil e lotou estádios? U2? Pearl Jam? E o próprio The Killers se viesse novamente iria arregaçar nas vendas - e eu seria uma compradora com toda certeza.
Não estou aqui para comparar The XX com Metallica, nem Suricato com Los Hermanos, mas se nós admiramos tanto as bandas mais velhas e com mais tempo de estrada certamente foi porque lá atrás nós nos preocupamos em ouvi-las - uma vez que elas já foram novas e desconhecidas algum dia. Falemos então de bandas mais recentes.
A primeira vez que Alabama Shakes veio muita gente falou "nossa credo nem conheço, prefiro X banda, muito mais daora". Depois de um tempo a banda começou a tocar em novelas, rádios e por aí foi até que na edição desse ano o show deles estava bem cheio e com um monte de gente chorando e dançando.
Acho engraçado porque o público indie de uma forma geral adora coisas alternativas, cults e que ninguém conhece, mas na hora que a banda que eles "escutam" vem para um puta festival eles querem uma banda que já tem muito prestígio. Oras, se vocês gostam tanto do underground, do alternativo, dos hipsters esquisitos não era de se esperar que gostassem quando eles viessem para o Brasil?
Mas tudo bem, se você preferia Arctic Monkeys mais uma vez é só esperar que daqui a pouco eles voltam - só não me venha reclamar que banda tal agora é muito popular e você gostava deles antes mesmo do sucesso, tá?
Sobre preços e afins: sim gente, é realmente muito caro e muito fora da realidade de muitos nós, mas se formos levar em consideração tudo o que tem acontecido nos últimos meses é de se entender o porque dos preços: o cachê das bandas aumentou muito por conta do dólar caro pra gente, a infraestrutura também sofrerá reajustes por conta das matérias primas usadas na construção do festival, é comida, bebida, é agora ter pulseirinha, é contratar mais segurança e bombeiro e por aí vai. É triste um ingresso custar tanto e eu nunca vou concordar com a política da meia-entrada mesmo sendo beneficiada por ela, mas isso é assunto pra outro post.

É isso aí gente, espero que vocês tenham gostado e vou trazendo aos poucos mais coisas sobre as bandas aqui no blog, tá?
Com amor,
Querida Asquini.

You Might Also Like

0 comentários

Sobre

Larissa Honorato
Apaixonada por música, moda, fotografia e comportamentos sociais. Procuro instigar o questionamento e a curiosidade das pessoas para que sempre se descubram e reconstruam.