Medo por culpa sua

14:00

Quando você conversa com alguém, em algum momento vai surgir uma pergunta sobre medos e você vai escolher compartilhar ou não.
Eu nunca tive vergonha de admitir que tenho medos e que tenho fobia de palhaço, pra mim sempre foi algo natural porque já vi gente com medo até de garrafa plástica, mas aparentemente ter medo é motivo de riso para muitas pessoas e eu confesso que estou bem decepcionada com isso.
De uns tempos para cá alguns colegas usam o Facebook para me marcar em publicações envolvendo figuras de palhaços e sempre que isso acontece eu fico sem dormir direito por vários dias, tenho crises de choro no banheiro e crises de ansiedade (que envolvem falta de ar, taquicardia, pupilas dilatas e por aí vai).
Eu não tenho obrigação nenhuma de contar nenhuma dessas coisas aqui, mas acredito que seja necessário para que vocês entendam o que uma brincadeirinha pode fazer com alguém - isso porque eu lido muito bem com esse meu medo.
Já pensou que você pode fazer uma pessoa desenvolver uma doença psiquiátrica/psicológica muito grave? Já conviveu com alguém com insônia? Já acordou com alguém gritando durante a noite? Isso só para perguntar algumas coisas bem pequenas.

Ilustração por Adams Caravalho - achado no Pinterest.

Medo não é brincadeira e o mínimo que alguém espera de você quando conta sobre um medo é que você respeite. Colocar aranhas de brinquedo perto de pessoas aracnofóbicas, mostrar imagens de palhaços para coulrofóbicos ou trancar alguém nictofóbico numa sala sem luzes não ai te fazer uma pessoa engraçada ou vai fazer com que o medo da pessoa passe. Fazer isso só te torna um babaca que não sabe respeitar seus colegas e provavelmente só fará com que a pessoa sinta ainda mais medo daquilo - isso se não desencadear algo muito maior.
Só estou contando isso porque eu acho que é necessário as pessoas acordarem e respeitarem. Só estou contando isso porque eu vou passar uma noite em claro. Só estou contando isso porque, apesar de passar a noite em claro, é só isso o que acontece comigo por enquanto, mas ninguém, absolutamente ninguém sabe quando isso pode virar algo muito, mas muito pior mesmo.
Respeitem os amiguinhos, afinal, não estamos mais na quarta série né queridos?

Com amor,
Querida Asquini.

You Might Also Like

0 comentários

Sobre

Larissa Honorato
Apaixonada por música, moda, fotografia e comportamentos sociais. Procuro instigar o questionamento e a curiosidade das pessoas para que sempre se descubram e reconstruam.