Querida leitora (ou leitor)

11:30

Querida,

Provavelmente este será um entre os milhões de textos que serão publicados na internet cheios de reflexões sobre o ano que está acabando, mas (talvez) você conseguirá extrair algo de diferente aqui, pois não pretendo te forçar a ser grata pelo ano que passou, muito menos direi algo pessimista sobre como as relações são exatamente como Bauman descreveu alguns anos atrás.

Estou aqui para fazer o que uma amiga possivelmente faz de melhor: dá colo e conselhos, mas também faz pedidos (não os usuais inscreva-se, curta, etc). Quero que você lembre sempre de se colocar em primeiro lugar, ser sempre a sua prioridade, mas também nunca se colocar acima de ninguém; que desenvolva o amor próprio, mas que nunca permita que isso se transforme em narcisismo e egoísmo; que debata e discuta, mas sempre tenha em mente que não somos donos de nada, muito menos da razão - aprendo isso sempre da pior forma.



Eu adoraria que você se reconectasse consigo mesma e descobrisse o que realmente ama e o que realmente a faz feliz, mas que também se entendesse o suficiente para saber que é impossível ser feliz e ter uma boa autoestima cem por cento do tempo. Essa é uma carta para mim também.

Gostaria que você focasse mais no real, nos sabores, nos toques, nos aromas, nos olhares, nos sentidos e menos nas telas. Seria incrível se você criasse pequenas metas que são possíveis de atingir (para não criar ansiedade desnecessária) e parasse de procrastinar aquilo que você sempre quis fazer por medo do que os outros vão pensar - ou pior: o que você vai pensar de você.

Será incrível se você se dedicar ao trabalho, aos estudos, ao seu corpo, à sua mente, alma e espírito. Tente encontrar o que funciona para você, em todos os aspectos, e não se compare aos outros. Também não deixe que todo o discurso de que relações não prestam te façam perder a esperança no amor e na bondade, não seja menos intenso por causa disso.

Ache amizades que te façam bem, que te façam refletir e tentar ser melhor. Tente achar aquele(s) alguém(ns) que te incentive nos seus planos e também te puxe para a terra quando estiver devaneando demais, mas também aprenda a ficar sozinha e a gostar da sua companhia.

Acima de tudo, eu só peço que você seja intensa e não se anule por conta de ninguém. Que dance, cante, cozinhe, maquie, penteie e não deixe que a opinião dos outros te impeçam de fazer nada - porque é impossível parar de ligar para o que os outros pensam totalmente, mas é possível conviver com isso.

Espero te ver mais por aqui em 2019 (assim como quero aparecer mais também) e tornar seu dia a dia melhor, mais leve e divertido.
Obrigada pelo seu tempo. Ele vale muito para mim.
Boas festas ♥

Beijos,
Larissa.

You Might Also Like

0 comentários

Sobre

Larissa Honorato
Apaixonada por música, moda, fotografia e comportamentos sociais. Procuro instigar o questionamento e a curiosidade das pessoas para que sempre se descubram e reconstruam.