La La Land não é só um musical

11:00

Foto: Divulgação
Eu não sou nenhuma crítica de cinema, mas de uma coisa eu entendo: a vida pode ser bem difícil às vezes, como se a cada vez que você acordasse alguém te desse um tapa na cara e te puxasse pra baixo.
Confesso que não estava terrivelmente ansiosa para assistir La La Land - Cantando Estações, mas tinha curiosidade para entender porque a crítica, os telespectadores e as amantes de Ryan Gosling estavam se esgoelando. Gosto de entender porque as coisas fazem sucesso e já falei disso aqui.
Uma amante de musicais e um não-tão-grande-fã-assim - meu namorado - numa sala onde o filme já se inicia com danças, cantoria, cores e coreografias tudo no melhor estilo Broadway de ser. Eu, extremamente feliz, ele de cara amarrada.
O filme continuou e estava tão empolgada que mal parava quieta na cadeira, e para minha surpresa, os homens - não só meu namorado - que começaram com cara fechada agora sorriam e se emocionavam.
La La Land tem bastante comédia, romance, música e muitas, muitas, muitas referências à diversos outros filmes - em cenário, fotografia, músicas e figurinos - o que cativa ainda mais os amantes de cinema e interessa aos que não conhecem tanto assim.
Ao meu ver, é um filme com roteiro lindo que basicamente insiste na ideia de perseguir seus sonhos até o fim dos tempos, sobre romance não tão óbvio, demonstração de amor sem medo - por que o mundo tem tanto medo de amar? - e uma produção de tirar o fôlego - sério, o que foram as cenas musicais em plano sequência?
Amante da arte que sou, me identifiquei demais com o filme e as personagens - claramente sou Mia na vida -, com o fato de que, na maioria das vezes, só existe você acreditando em você mesmo e, oras, precisamos de mais alguém para fazer as coisas acontecer se não de nós mesmos?
Foto: Divulgação
Com isso, concluo que La La Land espalha a mensagem que dei no primeiro vídeo desse ano: sonhem alto. Saiam por aí cantando, dançando, sendo vocês mesmos. Expressem-se.
E respondam a si mesmo: você é quem gostaria de ser? Você luta a cada dia mais pelo seu sonho? Quem você seria se você tivesse seus sonhos realizados? Quem você seria na máquina de Los Angeles (IN THIS LA LA LAND MACHINEEEEEE)?

Espero que tenham gostado e vejo vocês na próxima. Beijos!

You Might Also Like

0 comentários

Sobre

Larissa Honorato
Apaixonada por música, moda, fotografia e comportamentos sociais. Procuro instigar o questionamento e a curiosidade das pessoas para que sempre se descubram e reconstruam.