Você Precisa Ir: Castro Burger - SP

22:15

Nos últimos tempos eu me tornei muito seletiva com os lugares que eu vou comer - simplesmente porque aqui em São Paulo tudo acaba sendo muito caro, ou, se é barato, muito gorduroso.
Estou num processo para virar vegetariana e percebo como é complicado para esse público comprar alimentos saudáveis, sem bacon e por um preço acessível.
Eu raramente saio para comer - só em ocasiões especiais - e procuro ao máximo comer comida feita em casa, mas numa noite calorenta de sábado fui convidada pela minha irmã para conhecer o Castro Burger que fica na Vila Mariana.



O lugar em si já conquistou meu coração por diversos motivos: a disposição das mesas é ótima - e sentar do lado de fora é a melhor experiência de todas; eles seguem valores da cultura LGBT, o ambiente é muito lindo e bem decorado; tem uma garçonete trans - sejamos honestos, quando vemos isso acontecer com naturalidade? - o atendimento é o melhor que tive na vida e a comida, minha nossa...

O clássico poster feminista - tem outra versão em espanhol logo na entrada - e uma mensagem linda "Seja seu próprio tipo de beleza".
Logo que eu peguei o cardápio vi que várias coisas tinham sinalização com um "V" na cor verde, o que significa que essas opções são veganas - mas os carnívoros podem ficar tranquilos que eles também atendem com muito bacon e carne (180g).
Também me diverti muito porque o cardápio é todo com nomes divertidos - minha bebida chamava "Bate Cabelo" (chá verde, gengibre e chia - eu acho) e a dos meninos (meu namorado e meu cunhado) era "Bete Faria".
Eu estava morrendo de fome então escolhi o "Haight Street", um hambúrguer vegano maravilhoso de batata e cogumelos.
Sério, um dos poucos lugares que realmente entendem que comida vegetariana ou vegana tem sabor, tem tempero e tem gosto - e nesse caso muito bom.




Outra coisa que me chamou atenção foi que as bolachas e os lugares americanos são todos feitos por artistas e a cada 3 meses eles mudam o ilustrador - que além de customizar a mesa, tem um lugar enorme todo especial no teto da entrada do restaurante.
E ah, a melhor parte é que você pode pedir pra levar pra casa - eu guento? Eu num guento.



Como se não bastasse tudo isso para me fazer feliz, eu resolvi me arriscar na sobremesa - que infelizmente não estava com opção vegana (eu adoraria experimentar) - que foi uma tortinha de maçã com sorvete.


Sério, eu sou amante de doce e sou muito exigente quando vou comer algum, mas assim que serviram essa coisinha dos deuses na minha frente quentinha, com sorvete derretendo e um gostinho maravilhoso de maçã e canela, fiquei tão feliz que meu coração quase explodiu.

Eu acho que nunca me senti tão em casa em um ambiente comercial quanto me senti ali. Ninguém estava nem aí para a roupa que eu estava usando, se estava aparecendo estria, se eu era gorda ou magra demais, se eu era hétero, homo ou bi. Pela primeira vez eu me senti acolhida - como me sinto na Augusta - e num ambiente cheio de gente diferente, casais se amando e amigos se divertindo com naturalidade.
Pela primeira vez em um ambiente tão "restrito" eu senti que ser diferente é normal, e eu não poderia agradecer mais ao lugar com todas suas fofurices e particularidades. De coração, eu estou realmente apaixonada e indico com gosto.
Fica também o pedido para continuarem sempre assim e pensando no preço - porque, apesar de tudo, eu ainda sou estagiária (hahaha).

Mais detalhes: eles se inspiraram no bairro Castro - San Francisco, Califórnia. Possui acessibilidade para deficientes - estrutura e banheiros, cardápio em braile, valores da cultura LGBT, iniciativas artísticas, bicicletário, pet friendly - quase morri quando soube disso, iniciativas filantrópicas em prol de minorias sociais - tem como ajudar na entrada do lugar.

Endereço: Rua Joaquim Távora, 1517
Contato: Telefone: (11) 5083-1142 // Facebook // Instagram: @castro.burger // Site
Aberto: Seg-Qua: 17h-00h // Qui-Sex: 17h-02h // Sáb-Dom: 9h-02h (servem brunch aos finais de semana).

É isso pessoal, espero muito que tenham gostado e que conheçam o lugar - e assim que conhecerem, postem e me marquem junto com a página deles, ok? Beijos e até o próximo post.

Fotos: Larissa Honorato - Querida Asquini // Lucas Souza (favor creditar se usar, hein?).

You Might Also Like

0 comentários

Sobre

Larissa Honorato
Apaixonada por música, moda, fotografia e comportamentos sociais. Procuro instigar o questionamento e a curiosidade das pessoas para que sempre se descubram e reconstruam.